EM POCONÉ

Com rio seco, população sofre com falta de água no município

Redação: Notícias da Baixada | 02/12/2020 - 18:12
Com rio seco, população sofre com falta de água no município

A falta de chuva tem gerado grandes transtornos para moradores de Poconé (104 km ao Sul), no Pantanal mato-grossense. Falta água nas casas e o abastecimento é feito por meio de caminhões-pipa. 

Uma moradora relata que a situação esteve pior em meses anteriores e que a água chega com mais frequência nos últimos dias.

“Ainda se vê muitos caminhão levando água para as casas”, narra.

Denúncia encaminhada ao  afirma que a população mais pobre busca água no rio, com galões em carriola.

Em junho, Poconé decretou emergência por conta da estiagem. Além da população urbana, pecuaristas e sitiantes também estavam sofrendo pela falta de chuvas.

Em outubro, as primeiras chuvas caíram na região, mas em pouco volume que não amenizou a situação.

O rio Bento Gomes, que abastece a cidade, está seco. A empresa Águas Poconé fez procedimentos no fluxo de água para aumentar o volume e a captação para distribuição na cidade.

A empresa informa que não há racionamento na cidade e os moradores devem solicitar caminhão-pipa para abastecimento nas casas.


Outro lado
A Águas de Poconé informa que está trabalhando de forma intensa para melhorar a eficiência do sistema de abastecimento do município. Em função do período de estiagem prolongada, as altas temperaturas e os baixos índices de umidade relativa do ar houve uma redução drástica dos níveis de água da captação do Rio Bento Gomes, principal fonte de abastecimento do município. As queimadas no Pantanal e o período de pandemia, que tem mantido a população em casa durante o calor intenso, também contribuíram para o aumento do consumo da população.

 

A concessionária ressalta que todas as medidas possíveis estão sendo adotadas para minimizar os efeitos da estiagem e regularizar o abastecimento no município. A empresa colocou em prática o plano emergencial de enfrentamento à crise hídrica com ações de contingência utilizando duas dragas para aumentar a vazão da captação Bento Gomes e, atende a população com caminhões-pipa para transportar água tratada dos reservatórios da concessionária localizados em vários pontos da cidade.

 

A empresa tem emitido comunicados reforçando também a importância do consumo consciente. A orientação é uma medida preventiva para ajudar a manter os níveis dos reservatórios. A concessionária está monitorando constantemente a distribuição do serviço em toda a cidade por meio do Centro de Controle de Operações (CCO). Além da captação do Rio Bento Gomes, outros 20 poços compõem o sistema de abastecimento, atendendo 8.705 economias de água da área urbana de Poconé.

 

Desde o ano passado a concessionária vem investindo em obras e melhorias para garantir o abastecimento da população. A Águas de Poconé já investiu em bombas reservas para a captação, aumentou a vazão de 10 poços da cidade, interligou a rede do bairro João Godofredo, realizou a extensão de rede na Rua Niterói e instalou dois registros na Presidente Marques, no Centro.

 

O ano de 2020 tem sido atípico, a Prefeitura Municipal de Poconé decretou situação de emergência devido às condições climáticas e grande estiagem no município. Segundo o decreto, há anos o período de chuva vem diminuindo na região drasticamente, em especial, os últimos dois anos, acarretando danos ao meio ambiente, aos produtores rurais de todos os setores e também a população, no que se refere principalmente ao abastecimento de água.

 

Para mais informações e esclarecimentos, a Águas de Poconé fica à disposição de todos na Central de Atendimento e no 0800 647 6060 (ligações de telefone fixo e celular). A empresa disponibiliza também o WhatsApp pelo número (66) 99724-2963 e o aplicativo APP Águas. 

Fonte: Gazetadigital