SANTO ANTÔNIO DE LEVERGER

Morador de Leverger denuncia gato em prédio da prefeitura

Redação: Notícias da Baixada | 15/10/2020 - 09:44
Morador de Leverger denuncia gato em prédio da prefeitura

Em vídeo divulgado nas redes sociais, Adelmar Galio (PROS), vereador por Santo Antônio de Leverger (30 quilômetros de distância da capital) denunciou a falta de energia, devido a ligação clandestina, na Secretaria de Obras do município.

De acordo com o denunciante, a Prefeitura de Leverger, sob a administração do Valdirzinho e Francieli, prefeito e vice, respectivamente, não pagaram a conta de luz, por isso no local foi realizada a ligação clandestina, mas a concessionária descobriu e desfez o “gato”, na terça-feira (13). “São dez e meia da manhã, estou aqui em frente a Secretaria de Obras, e está tudo fechado e as apagado. No disjuntor dá pra ver o gato que fizeram no local, mas foi cortado. Isso é falta de responsabilidade, roubando energia aqui dos moradores, todos estão pagando por esse roubo. Isso é crime dá cadeia”, relata o vereador mostrando o disjuntor onde foi realizada a ligação clandestina de energia.

Crime

O furto de energia é o ato de desviar ou puxar energia da rede elétrica, sem o conhecimento e a autorização da concessionária responsável e sem qualquer tipo de registro da energia consumida. Esses são os famosos ‘gatos’ ou ligações clandestinas. Já a fraude, é caracterizada por um ato intencional de manipulação nos equipamentos de medição da concessionária, com o objetivo de reduzir ou ‘zerar’ o faturamento efetivo de uma unidade de consumo. Ambos são crimes previstos no Código Penal Brasileiro: a fraude pode ser caracterizada com estelionato, e está prevista no artigo 171; o furto está previsto no artigo 155, § 3º. A pena para esses crimes varia de um a quatro anos de prisão.

Além disso, são cobrados os valores retroativos referentes ao período fraudado, acrescidos de multa. Quando a fraude ou o furto são descobertos, o responsável também pode ter o seu fornecimento de energia suspenso.

Fonte: Rufandobombo