Notícias e Informações em tempo real dos municípios que compõem a região da Baixada Cuiabana
SANTO ANTÔNIO DE LEVERGER

Justiça determina reintegração de posse na região do Vale Abençoado, ação começou nesta terça-feira

Redação: Notícias da Baixada | 04/02/2020 - 11:45
Justiça determina reintegração de posse na região do Vale Abençoado, ação começou nesta terça-feira

Mesmo passando mais de 23 anos, realizando atividades da agricultura familiar, as cerca de 80 famílias que vivem e lutam pelo direito da sua propriedade no Vale do Abençoado, região da Serra de São Vicente, em Santo Antônio de Leverger, estão sendo despejadas na manhã desta terça-feira, 04.02.2020.

“Há mais de 20 anos que o processo de regularização fundiária se arrasta ”

Segundo informações de populares que estão no local, a Polícia Militar de Mato Grosso está cumprindo uma ordem do Tribunal de Justiça e executando o despejo.

As pessoas que moram na região e vivem da agricultura familiar estão revoltadas, pedido apoio do poder público, porque além de perder as suas residências, estão também perdendo o meio de subsistência.

“De dois em dois anos aparecem políticos fazendo promessas de regularização, mesmo sabendo da questão, o que faltou foi vontade política para resolver”.

Eu nasci aqui, onde vamos morar? Toda minha família trabalha nesta terra, é daqui que tiramos nosso sustento, além de não receber apoio do poder público na produção, nem na comercialização do que a gente produz, agora, mesmo depois de mais de 20 anos de luta, buscando a regularização dessas propriedades, ainda tiram da gente”, disse uma produtora rural, que vive no Vale do Abençoado, que pediu para não ser identificada.

O Vale do Abençoado fica a cerca de 130km, em uma região de tríplice fronteira municipal entre Cuiabá, Campo Verde e Santo Antônio de Leverger. Para alguns pequenos produtores da região, os excelentes resultados em suas produções, chamaram atenção de alguns poderosos que podem estar com segunda intenções.

O prefeito Valdir Castro Filho usou da rede social para mostrar a sua indignação com o resultado da justiça, com a ordem de despejos das famílias.

“Procuramos o Governo do Estado durante a gestão passada, nesta gestão, o Tribunal de Justiça, a Assembleia Legislativa, participamos de muitas reuniões, de onde saímos com muitas promessas e esperança de resolver a questão fundiária do Vale do Abençoado, mas na verdade fomos levados na barriga, agora quem paga são as 80 famílias, isso não pode acontecer, vamos fazer de tudo para reverter esta situação”, relatou Valdirzinho.

De acordo com a assessoria, Valdirzinho estaria no Vale do Abençoado acompanhado a ação da PM, conversando com a população, e no período da tarde já teria uma agenda marcada com representantes do poder público estadual, para soluções para esta questão. 

VEJA MAIS FOTOS


Fonte: Redação