Notícias e Informações em tempo real dos municípios que compõem a região da Baixada Cuiabana
SANTO ANTÔNIO DE LEVERGER

Prefeitura quita salários atrasados a partir desta quarta-feira e paga toda folha de novembro até o último dia útil de Dezembro

Redação: Notícias da Baixada | 10/12/2019 - 16:52
Prefeitura quita salários atrasados a partir desta quarta-feira e paga toda folha de novembro até o último dia útil de Dezembro

Após um ano de muita dificuldade financeira, com uma crise que tomou conta do País, do Estado, como também de Santo Antônio de Leverger, a Prefeitura prevê conseguiu concluir os pagamentos dos salários atrasados nesta quarta-feira (11), e a estimativa é quitar a folha de novembro até o último dia útil de dezembro de 2019.

De acordo com o prefeito Valdir Casto Filho (PSD), o departamento administrativo e econômico da Prefeitura de Leverger, está trabalhando de forma árdua para conseguir realizar os pagamentos dos salários de todos os servidores, até o último dia útil deste mês.

Mesmo com dificuldades, estamos conseguindo colocar a folha de pagamento em dia, e isso só está sendo possível devido os ajustes que as equipes econômicas e administrativas fizeram ao logo deste ano. Sou consciente das dificuldades, por isso pedimos desculpas pelos atrasos e agradecemos pela compreensão durante o período de dificuldades”, declarou Valdirzinho.

A Prefeitura de Leverger passou um longo período de crise financeira durante este ano de 2019, quando ocorreu constantes atrasos nos pagamentos, seja da folha salarial dos servidores, como também, dos prestadores de serviço.

Desta forma, o prefeito Valdirzinho juntamente com sua equipe, realizaram ajustes econômicos, com cortes em vários setores, que possibilitaram cumprir com os pagamentos em dia.

Neste final de ano, a Prefeitura já anunciou a quitação de salários atrasados, como também a entrega de obras, investimentos que só foram possíveis depois dos reajustes. O prefeito Valdirzinho estima que em 2020, não ocorram atrasos salariais, e que os investimentos consigam atender mais ainda as necessidades da população.

Fonte: Redação