Notícias e Informações em tempo real dos municípios que compõem a região da Baixada Cuiabana
CORONEL PM ESNALDO

Novo comandante do 1º Comando Regional quer aproximar PM da comunidade

Comando abrange além da Capital, os municípios de Santo Antônio, Barão de Melgaço, Nova Brasilândia, Planalto da Serra e Chapada dos Guimarães.

Redação: Notícias da Baixada | 30/09/2019 - 00:28
Novo comandante do 1º Comando Regional quer aproximar PM da comunidade Fotos - Divulgação Secom/MT

O novo comandante do 1º Comando Regional, coronel Esnaldo de Souza Moreira, quer aproximar a população da Polícia Militar.

Depois de pouco mais de dois anos a frente do Batalhão Militar de Trânsito Urbano e Rodoviário da Polícia Militar (BPTran), ele acredita que é necessário fazer a união com as lideranças comunitárias para ter um policiamento mais efetivo. 

Ele afirma que tem como objetivo fazer um diagnóstico juntamente com os comandantes das unidades que abrangem além da Capital, os municípios de Santo Antônio, Barão, Novos Brasilândia, Planalto da Serra e Chapada dos Guimarães.

A idéia é fazer o diagnostico neste primeiro momento e, nós juntos com o efetivo e os comandantes de batalhões, buscarmos a solução para diminuir essas situações que tiram a sensação de segurança da comunidade como um todo. O nosso objetivo maior da Polícia Militar é levar sensação de segurança”, pondera.

Neste momento, segundo ele, ainda não é possível se falar na criação de novas bases policiais, por conta do efetivo. “Não temos como falar de criar novas bases, se não teríamos que tirar de alguma base que já existe efetivo, para mandar para essa nova base. Uma base comunitária, só para cuidar do prédio a gente perde oito policiais militares. Temos que trabalhar de outra forma, com outra visão, mas na questão estratégica de policiamento com as viaturas. Tendo-se locais de policiamento com viaturas, nesses locais que não existem as bases, dando esse suporte e esse apoio”, afirmou.

Foto - Olhardireto

Ele lamentou o efetivo reduzido, mas acredita que na melhora após realização de um concurso público. “O efetivo nosso ainda é reduzido, mas não quer dizer que com o incremento de novos policiais com um concurso futuramente, a gente possa também expandir. A base comunitária tem o papel fundamental para a proximidade”.

Coronel Esnaldo já atuou no policiamento comunitário como comandante da base no bairro Bosque da Saúde, do 24º Batalhão e também na Cia Independente de Santo Antônio. “Já tenho um conhecimento bom de CR1 na questão de conhecer a problemática. Com certeza mudou muita coisa. Sai do CR1 em 2015, estou retornando agora. Mas a gente em parceria com a sociedade, em construção com as lideranças comunitárias, achar a melhor solução para que a gente possa fazer um policiamento mais efetivo”.

O 1º CR conta com 1.300 policiais que desempenham além de ações de policiamento ostensivo, iniciativas sociais preventivas, como Patrulha Maria da Penha e o Projeto Sentinela. O novo comandante destaca que mais ações de cunho preventivo serão elaboradas para fortalecer as ações de policiamento.

Fonte: OlharDireto