NEGOCIAVAM CELULARES

Vídeo mostra reunião de servidores, policiais e líder do CV

Redação: Notícias da Baixada | 04/07/2019 - 08:44
Vídeo mostra reunião de servidores, policiais e líder do CV

Imagens do circuito de segurança da sala do diretor da Penitenciária Central do Estado (PCE), Revétrio da Costa, mostra reunião com o líder do Comando Vermelho (CV), Paulo Cesar da Silva, conhecido como "Petróleo".

O encontro seria para tratar o valor que a facção pagaria pela entrada dos 86 celulares que estavam em um freezer destinado ao detento. O fato é investigado na Operação Assépsia, pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), que rendeu a prisão de Revétrio, o vice-diretor da unidade Reginaldo Alves dos Santose, dos policiais militares Cleber de Souza Ferreira, Ricardo de Souza de Oliveira e Denizel Moreira dos Santos Jr.Também tiveram mandados de prisão cumpridos os reeducando Paulo Cesar e Luciano Mariano da Silva, o Marreta.

Conforme vídeo divulgado pela TV Centro América, o preso Petróleo é conduzido para a sala da direção e as algemas são retiradas. Todos conversam de forma amigável e o detendo sorri enquanto trata do que seria o valor pago pelo comando aos policiais. Segundo divulgado, a entrada de cada celular custaria R$ 1,2 mil totalizando R$ 103 mil.

Após o fim da conversa, que se estendeu por cerca de uma hora, o reeducando é novamente algemado e conduzido até a cela. O refrigerador com os aparelhos, chips e carregadores foi apreendido no dia 6 de junho, após uma agente prisional desconfiar do eletrodoméstico no pátio da unidade. Em revista, os produtos foram encontrados em um compartimento feito artesanalmente no freezer.

A partir de então os agentes de segurança e os reeducandos passaram a ser investigados pelo fato. O Ministério Público Estadual (MPE) ofereceu denúncia contra os presos na terça-feira (2). Todos estão presos desde a deflagração da operação, em 18 de junho, e os diretores

Fonte: SINDSPEN